fbpx
Skip to content

“O mercado de lançamento está saturado!” 

“O mercado de lançamento está saturado!” 

É o que eu sempre vejo dizerem por aí, mas isso não poderia estar mais longe da verdade. 

Meu nome é Marcos Riehl, sou Estrategista Digital e Sócio-fundador da Movleads, e estou aqui para dizer pra você que não existe concorrência quando se trata de co-produção para lançamentos. 

Se nem uma agência tradicional de publicidade consegue atender todas as 20 maiores marcas do Brasil, como uma agência de lançamentos, ou co-produtores independentes, conseguiriam atender todos os experts em território Brasileiro? 

Dentro desse mercado, tanto agências, como co-produtores, trabalham com uma cartela menor de clientes. 

Enquanto um co-produtor atende cinco experts, você atende os outros três que ele não tem capacidade para atender. 

Um co-produtor tem um limite máximo no qual pode operar, se ele faz tudo sozinho, digamos que consegue atender três clientes sem sufoco, quatro começando a ficar saturado. 

Dependendo do tamanho do time, agências também têm seu limite de capacidade operacional, de 5 a 6 clientes. 

Trabalhar com lançamentos é muito mais complexo do que o senso comum “postar nas redes sociais” que muitas marcas estão acostumadas. 

O planejamento de um lançamento passa por uma série de camadas, ou etapas, se preferir. 

Existem aquelas que estamos mais acostumados a ouvir falar como, tráfego, copywriting, vídeos curtos com linha do tempo e legenda (nuggets ou nutellas). 

Porém, vai muito além disso. 

Tem a pesquisa de mercado, planejamento estratégico, levantamento de dados sobre o nicho, o público, a definição de persona. Os testes a/b de engajamento e envolvimento, o cálculo de investimento e o ROI. 

Enfim, poderíamos passar uma tarde inteira conversando sobre todas as camadas de um lançamento. 

Quando comecei nesse meio, já tinha uma base de marketing digital e fui entendendo que as coisas não eram tão simples quanto os gurus da internet faziam parecer. 

Talvez por “parecer” simples é que a maioria das pessoas que está começando a trabalhar com co-produção se precipite tanto em começar um lançamento sem nenhum tipo de planejamento prévio. 

Eu e meu sócio começamos trabalhando sozinhos, nossa divisão de tarefas era toda na base da conversa, mas quando ampliamos a equipe tivemos que encontrar uma maneira de organizar nossos processos para que o trabalho de cada um fluísse sem erros. 

Foi aí que estudando várias formas de planejamento estratégico,  encontramos uma matriz perfeita para lançamentos, batizada de Método MOV

Felizmente, logo no primeiro teste desta matriz ultrapassamos R$22.000,00 em faturamento nos primeiros 3 dias. 

Depois daí, só obtivemos resultados cada vez maiores com o Método MOV. 

Quando percebi que a falta de planejamento era um problema sério dentro da comunidade de lançamentos, decidi compartilhar essa metodologia com o mercado. 

 

Ele consiste em três pilares fundamentais: 

1. Modelagem: Onde iremos colocar no papel tudo sobre o produto, mercado, concorrentes, público. Literalmente, modelar tudo. 


2. Otimização:
Com toda informação modelada em mãos, como podemos projetá-la para o mercado da forma mais efetiva e lucrativa possível? É isso que fazemos na otimização. 


3. Validação:
Após o período de otimização, onde tudo que modelamos foi aperfeiçoado, a validação é apenas onde confirmamos tudo que deu certo, e replicamos para dobrar os ganhos. 

 

Cada um desses pilares tem suas próprias etapas, que unidas formam o passo a passo necessário para qualquer projeto de lançamento.

FLUXOS PARA LANÇAMENTOS

Existe um grande vazio de informações no mercado de lançamentos digitais. Mesmo com diversos cursos e livros falando sobre marketing digital, lançamento, tráfego, entre outros temas e conceitos necessários para se produzir um lançamento. 

Não há um passo a passo, um plano organizado que dite como precisa ser feito na prática. 

Então na hora de botar a mão na massa, vários empreendedores acabam lançando seus projetos de qualquer jeito. 

Por isso o Método MOV é primeiramente, uma metodologia organizacional, e segundamente, um planejamento estratégico. 

Ele melhorou a qualidade do meu trabalho, e consequentemente, a lucratividade de todos os projetos que trabalhei depois dele, e até o momento em que escrevo esse texto, mais de 3.420 pessoas conseguiram estruturar seus projetos com orientação do Método Mov.

Não quero que você perca tempo como eu perdi, investindo em cursos caros que não vão te ajudar a colocar seus projetos em prática na vida real.

Com o Método MOV você vai potencializar o seu projeto e tudo o que você já investiu, vai realmente valer a pena.